Publicado originalmente em: https://www.brasil247.com/blog/boulos-no-segundo-turno-u9yww19r?amp
Por Alex Solnik
23 de outubro de 2020, 12:00

 

Por Alex Solnik, do Jornalistas pela Democracia

A mais recente pesquisa Datafolha, divulgada ontem, aponta para a possibilidade de o candidato do PSOL, Guilherme Boulos chegar ao segundo turno na eleição a prefeito de São Paulo contra o atual prefeito, Bruno Covas.

Russomanno, que vinha liderando as pesquisas desde o início do ano continua caindo pelas tabelas.

Em 30 dias, perdeu 9 pontos percentuais e, desde o início da propaganda na TV, quando passou a bajular Bolsonaro, sete. Está com 20% a três semanas da eleição.

Covas passou para o primeiro lugar, com 23%, cresceu dois. Boulos também ganhou dois pontos: de 12% para 14%, assim como França, de 8% para 10%. Jilmar passou de 1% para 4%.

Os sete pontos percentuais perdidos por Russomanno foram distribuídos entre Covas, Boulos, Márcio França e Tatto. Perto de 2% para cada um.

Se Russomanno continuar caindo, e tudo indica que vai, porque vai continuar abraçado a Bolsonaro, em três semanas poderá perder ao menos mais sete pontos, caindo para 13%, sua marca de 2016.

Com os dois pontos que poderá receber nesse derretimento de Russomanno, Boulos chegará a 16% e ao segundo lugar; Covas irá a 25%, França a 12% e Tatto a 6%.

É grande também a probabilidade de a esquerda ir ao segundo turno no Rio de Janeiro. O Datafolha mostra crescimento da candidata do PDT, Martha Rocha, emparelhada, com 13%, com o atual prefeito, o bolsonarista Marcelo Crivella.

Paes continua próximo aos 30%, o que é suficiente para credenciá-lo ao segundo turno contra ela.

Bolsonaristas-raíz derretem em São Paulo e no Rio.